30.11.10

BATEU ASAS E VOOU...

Mocinho nasceu aqui, cresceu aqui.Não saia de barra da saia da mamãe e nem do olhar feroz do pai.Mas mocinho criou coragem, as asas crsceram e foi-se.


4 comentários:

Maria Luiza disse...

"Vossos filhos não são vossos filhos, são os filhos e as filhas da ansia da vida por si mesma. Vem através de vós mas não de vós e embora vivam convosco não vos pertencem."

Gibran Kalil Gibran

bjs rsrrsrs

Ela disse...

Ele volta.. volta pra beber da sua aguinha fresca.. volta para saborear suas maravilhosas jabuticabas. Mas não sem antes conhecer o mundo. :)

cris disse...

A liberdade é o melhor de tudo... Vai voltar!

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Rose, belas fotos de lindo Passaro...Espectacular.....

Poeta do Sul,
Poetinha de Alegrete,
Da Rua dos Cataventos...

Das coisas simples,
Do amor, da beleza,
Da vida, da solidão...

Passou, passaste: “Eles passarão...,
Eu passarinho!”*, bateu asas, voou pro infinito,
Será que eu passaria também...!?

Quintana de costumes peculiares,
De versos singelos, tocantes,
Suaves, líricos como ele...

De Quintanares,
De Baú de Espantos...,

Foi-se, mas ressurge,
Revive, viverá hoje e sempre
Pelas suas obras, pelo seu lirismo...

*verso de Mario Quintana.


Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...